Workshop do módulo Trompete no Atelier !

Aconteceu o treinamento do músico Ricardo Ferreira Lepre, do Espírito Santo aqui no Atelier. O trompista da Orquestra Filarmônica de Vitória estar começando sua trajetória como um novo técnico nos instrumentos de sopro. Confere as fotos do workshop.

Primeiro dia...vamos desmontar o instrumento.

Dividimos o módulo de trompete em instrumento de piston e rotor.

Trabalhamos num Fluegel de um fabricante Polonês e um Fluegel de rotor da Miraphone.

Desmontagem no maçarico.

Conhecer os diferentes tipos de solda faz parte do workshop.

Saber trabalhar com a temperatura do maçarico é importante.

Cada instrumento tem os seus procedimentos de desmontagem.

Apresentamos todas as ferramentas utilizados na manutenção de um trompete ou fluegel.

Organização para guardar as peças do instrumento é fundamental.

O nosso material didático ajuda o participante.

Lavar os componentes do instrumento.

Polimento.

Aprender desamassar uma campana.

Este trabalho necessita experiência do técnico e ferramentas especiais.

Agora vamos para a parte de trás da campana.

Aqui o técnico também precisa ter uma sensibilidade com o material.

Cada amassado precisa ser removido.

Agora vamos aprender desamassar com as esferas.

Um trabalho que existe paciência e cuidados.

Primeira solda com estanho no fluegel de piston. Remontagem do instrumento após reforma geral.

Antes da solda o instrumento deve ser completamente alinhado.

Fazer um solda limpa e correta também precisa de um certo treinamento.

Melhor a solda é, menos trabalho depois para remover o excesso de estanho.

Fazer os acabamento dos pontos de solda.

Limpar todo após polimento.

Alinhamento do pistons. Um trabalho que precisa ser feito 100 %. Pequenas alterações podem causar problemas gravíssimos na afinação do instrumento.

Verificar os três pistons individualmente é importante.

Finalmente a avaliação acústica. Importante que o técnico saiba tocar os instrumentos.

Aprender retificar um rotor.

Instrumento com rotor é bem diferente do que um instrumento com piston.

Importante que o técnico saiba sobre o funcionamento do rotor.

Montagem do segundo rotor.

Muitas vezes para remover os jogos radial e axial o técnico precisa tornear o tampo inferior.

Somente um rotor bem ajustado vai funcionar perfeitamente. Qualquer tolerância precisa ser removida.

Montagem final dos adicionadores.

Avaliação acústica pelo técnico.

Ricardo com os dois instrumentos finalizado por ele em 4 dias de treinamento.

Ricardo Ferreira Lepre com seu certificado do módulo Trompete.

Stefan Siemons (Luthier) e Ricardo Ferreira Lepre (Técnico).

Ricardo tocando e testando das trompas de Dieter Otto.

Parabéns Ricardo.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


− 3 = 2

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>